15 de set de 2016

no rio de janeiro
seminário internacional eisenstein #3:
cultura e capital
flora süssekind, tânia dias e
vanessa de oliveira (org.)


Entre os anos de 1927 e 1929, em meio à intensa  crise do capitalismo, Serguei Eisenstein se dedicaria  ao projeto de realizar uma "cinematografização" de O Capital, de Marx. E chegaria a filmar cerca  de 49  mil metros de película, sem, no  entanto, jamais finalizar o trabalho.  Esse projeto inacabado é  o  ponto de partida do  Seminário Eisenstein #3, voltado não só para o lugar desse projeto na obra eisensteiniana (e como motivo recorrente na  reflexão sobre o cinema moderno), mas para uma indagação — em frentes diversas — sobre as relações entre Cultura e Capital.

PROGRAMAÇÃO
Dia 19/09
Manhã
9h30 - Abertura do Seminário.
10h - Montagem e Totalidade (Montage and Totality) – Conferência de Luka Arsenjuk (University of Maryland, EUA)
Mediação: Vanessa Teixeira de Oliveira (UNIRIO).
11h - Relendo hoje O Capital, de Marx - Conferência de José Carlos de Assis (UFRJ).
Comentário: Dulce Pandolfi (FGV).

Tarde
14h - Palestra Cultura e CapitalMaria Elisa Cevasco (USP).
Mediação: Flora Süssekind (FCRB/UNIRIO)
15h30 - Mesa 1 – Produção, Distribuição, Crítica:
- Considerações sobre a historiografia do cinema e o papel da distribuição de filmes: formação e consolidação da hegemonia hollywoodiana – Pedro Butcher (UFF, ESPM);
- Montagem total, depois do golpe - Manoel Ricardo de Lima (UNIRIO);
- O artista improdutivo e a crítica do trabalho na arte contemporânea – Laura Erber (UNIRIO).
Mediação: Larissa Elias (UFRJ).
17h30 - Serguei Eisenstein como arquiteto fílmico (Serguei Eisenstein as a screen architect)
Conferência de Oleg Kovalov (St. Petersburg State Institute of Film and Television).
Mediação e tradução consecutiva: Diego Leite de Oliveira (UFRJ).
18h30 - Exibição do filme Serguei Eisentein: Autobiography (1996), duração: 1h30

Dia 20/09
Manhã
10h - Eu Documento: Contingência, Resistência e o Presente Precário (I Document: Contingency, Resistance and the Precarious Present) – Conferência de Jeffrey Skoller (University of California -Berkely, EUA).
Mediação: Tania Dias (FCRB)
11h - Mesa 2 – Política Cultural, Mercado e Resistência:
- Política cultural e desentendimentoAlexandre Barbalho (UECE);
- Entre o excesso e a exceção: notas sobre a relação entre teatro e mercadoManoel Silvestre Friques (UNIRIO);
- Um cinema de pessoa física: indústria, artesanato e novas formas de produção audiviosualMarcel Gonnet (UFF).
Mediação: Lia Calabre (FCRB)

Tarde
14h - Palestra Brecht/Eisenstein — dialéticas heterodoxas - José Antonio Pasta (USP).
15h30 - Mesa 3 – Encenar Brecht:
- Santa Joana: uma montagemMarina Vianna (UNIRIO);
- Arturo Ui: Questões sobre a encenação de BrechtMoacir Chaves (UNIRIO);
Brecht e o trabalho da Companhia Ensaio Aberto - Luiz Fernando Lobo (diretor artístico da Companhia Ensaio Aberto e do Armazém da Utopia).
Mediação: Beatriz Resende (UFRJ).
18h - Exibição do filme Serguei Eisenstein: Mexican Fantasy (1998), de Oleg Kovalov, duração: 1h40.

Local: Sala de Cursos - Casa Rui Barbosa - Rua São Clemente, 134 - Botafogo
Informações sobre o Seminário: seminario.eisenstein@gmail.com.  

Realização
Fundação Casa de Rui Barbosa, CNPq, Curso de Estética e Teoria do Teatro – UNIRIO, Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGAC-UNIRIO).
Apoio
NIETT
(Núcleo de Investigações em Estética e Teoria do Teatro)




o relógio avariado de deus,
de ozias filho







em são paulo
gordos, magros e obesos:
uma história do peso no brasil,
de denise bernuzzi sant'anna







o escuro da semente,
de vicente franz cecim







transfusão: "escola de tradutores"
curadoria simone homem de mello
e marcelo tápia







atelier de tradução literária alemão/português,
por kristina michahelles