18 de abr de 2018

em florianópolis
quinta maldita:
prosaico


Quinta Maldita #27 Prosaico
Poesia falada, cantada, gritada, berrada, bem alto;
19/04, ao vivo
a partir das 23h,  
direto da Cervejaria Sambaqui - Santa Mônica
(Av. Me. Benvenuta, 1265)

Participação
Alberto Caeiro da Silva
Berenice Ferreira
Diego Piazza
Filipe Manzoni
Paulino Júnior
Vanessa Grando

Idealização Demétrio Panarotto
Colagem e mixagem: Marcio Fontoura
Foto editora noa noa, de Cleber Teixeira

Acompanhe por:
áudio
imagem
fb.com/quintamaldita
ou ouça depois em
Sintoniza!




em são luiz
ana do maranhão,
de lenita estrela de sá







em taubaté
veredas literárias,
com alexandre barbosa, guto
domingues e wilson gorj







em belo horizonte
pesado demais para a ventania,
de ricardo aleixo







antologia poética,
de marcelo sandmann


O lançamento acontece em 19 de abril, às 11h30, no auditório 1007, da Faculdade de Letras da UFMG: Av. Antônio Carlos, 6627 - Campus Pampulha, como parte da programação do 2º Colóquio Internacional de Poesia Portuguesa Moderna e Contemporânea. No mesmo dia e local, às 19h, Marcelo Sandmann falará sobre a poesia de João Luís Barreto Guimarães.




maria firmina — precursora da negritude,
por eduardo de assis duarte







em são paulo
aniversário: "cidade tiradentes" +
riqueza ignorada/grande descoberta,
de claudia canto


21 de abril, às 14h | Teatro CEU Água Azul: Avenida dos Metalúrgicos, 1262

Em comemoração ao aniversário da "Cidade Tiradentes", os alunos da Academia Estudantil de Letras da Escola Professor Antonio D'Ávila, coordenados pela educadora Márcia Dias, farão uma emocionante apresentação. Na ocasião, a escritora Claudia Canto apresentará seu livro Riqueza Ignorada/Grande Descoberta e a segunda edição da obra Cidade Tiradentes de Menina a Mulher.





na web/por telefone
encomende o seu cordel
com o poeta jorge filó



13 de abr de 2018

em são paulo
sortilégios,
de marjorie claro







por assim dizer,
de yara camillo


A Editora Patuá e o Patuscada — Livraria, Bar & Café convidam todos para o lançamento do livro Por assim dizer (contos), de Yara Camillo. O evento, gratuito, será realizado no dia 14 de abril (sábado), a partir das 19h, no Patuscada — Livraria, Bar & Café: Rua Luís Murat, 40 - Vila Madalena. O exemplar estará à venda por R$ 40,00 (pagamentos em dinheiro e cartões de débito e crédito).




egonia — 9mm de prosa,
de fernando ramos


A Editora Patuá e o Patuscada — Livraria, Bar & Café convidam todos para o lançamento do livro Egonia — 9mm de prosa (romance), de Fernando Ramos. O evento, gratuito, será realizado no dia 19 de abril (quinta-feira), a partir das 19h, no Patuscada — Livraria, Bar & Café: Rua Luís Murat, 40 - Vila Madalena. O exemplar estará à venda por R$ 40,00 (pagamentos em dinheiro e cartões de débito e crédito).




lá na laje,
com lâmia brito e giovanna lima
mediação e curadoria jéssica balbino


SESC Pompeia: Rua Clélia, 93 - Pompeia




em são carlos
o pau do brasil,
de wilson alves-bezerra


Dia 18 de abril, quarta-feira, ocorre, a partir das 19 horas, o lançamento da nova edição do livro O Pau do Brasil, escrito por Wilson Alves-Bezerra. O evento acontecerá no auditório da UEIM, na UFSCar.

Quando foi lançado, em junho de 2016, o livro contava com 16 poemas escritos a partir do processo do impeachment presidencial. A nova edição, ampliada, conta agora com 54 poemas e vem com fome renovada, reverberando vozes dos mais diversos setores da convulsa sociedade brasileira.

Como indica o subtítulo joyciano, é um livro que não se fecha em si, e que se constrói com a história contemporânea do Brasil. Wilson Alves-Bezerra se mantém fiel ao seu papel de relator embriagado desse processo que assola nossa nação, transformando atrocidade em poesia.

Comentários sobre O Pau do Brasil, de Wilson Alves-Bezerra:

"Wilson consegue criar um forte documento político, de intervenção e relato, sem cair no risco do panfletário ou do partidário". (Sergio Cohn)

"Nesta coletânea de acutiladas, Wilson instalou um palanque e um microfone para os ridículos discursos do Poder. Não importa sua orientação — direita ou esquerda, verde-amarelo ou vermelho —, o Poder foi, é e será sempre o mesmo leviatã onívoro das lendas selvagens". (Valério Oliveira, orelhas)

"Mais do que um bom livro, é um livro que eu julgo ser necessário para que a gente leia e compartilhe hoje em dia". (Nicolas Neves, Canal Hojas muertas y otras hojas)




no rio de janeiro
oficina de literatura e filosofia
com luisa benevides


Aulas acontecem no mês de maio no Espaço Cultural Lago de Histórias

Alguém definiu que a filosofia que não é útil na vida prática pode ser jogada no lixo, uma vez que filósofos são como amigos. São os amigos Gilles Deleuze, Michel Foucault e Octávio Paz, acompanhados de Clarice Lispector, Guimarães Rosa, entre outros, que norteiam a Oficina Literatura & Filosofia, no Espaço Cultural Lago de Histórias, em maio, com a psicóloga e poeta Luisa Benevides.

O objetivo das aulas é refletir sobre o processo de escrita em si usando como ferramentas textos filosóficos e literários. Questões que envolvem o solitário ofício do escritor: Por que cortar palavras? O que acontece quando escrevemos sem pensar? Planejar ou não planejar o texto? O que é o ritmo de um texto e como alcançá-lo? O que se passa quando atingimos uma experiência com a escrita? O que é, afinal, literatura e qual é a sua função? serão trabalhadas em quatro encontros.

Além da discussão desses textos de filosofia e de literatura previamente fornecidos aos participantes, serão propostos exercícios de escrita e a leitura compartilhada dos textos produzidos.

Para Luisa Benevides, é a curiosidade que ajuda o escritor a pensar diferente, fugir dos clichês e atingir uma autenticidade na escrita. “O fluxo de leitura deve ser incessante e voraz, incluindo não somente literatura, mas todo e qualquer livro que ajude a compreender e a sentir o que é ser humano”, explica, afirmando que é só através de muito estudo que teremos de fato algo de novo para contar, construindo personagens intrigantes e tramas sutis e sensíveis. "A filosofia, nesse sentido, é certamente uma grande aliada da literatura: as duas se debruçam sobre as mesmas questões, compartilham das mesmas alegrias e sofrem dos mesmos embaraços".

As aulas acontecem na R. Marechal Cantuária, 18, a partir de 8 de maio, das 19h às 21h, sempre às terças-feiras, e vão até 29 do mesmo mês.

Informações e inscrições:
WhatsApp – (21) 97631-6131
Facebook - @lagodehistorias
Instagramm - @lago_de_historias
Investimento: 480,00 o curso todo




em vitória
aforismo: uma pretensão da verdade?,
por jorge elias


Quinta-feira, 19 de abril às 19h
Biblioteca Pública do Espírito Santo
Av. João Batista Parra, 165, Praia do Suá




em manaus/na web
prêmios literários cidade de manaus


Terminam em 28 de abril as inscrições para os Prêmios Literários Cidade de Manaus. A premiação é nacional e local. Haverá premiações para os gêneros romance, novela, contos, poesia, crônicas, texto teatral, ensaios, jornalismo literário, entre outros.

As fichas de inscrição podem ser obtidas na sede do Conselho Municipal de Cultura, localizada à Avenida André Araújo, 2.767 - Aleixo (térreo do prédio da Manauscult), ou ainda pelo site do Concultura. Clique aqui, inscreva-se e saiba mais.

5 de abr de 2018

em belo horizonte
por que eles querem nos calar:
sobre o golpe, pesquisa e literatura,
com a profª. dra. regina dalcastagnè







políticas da memória no tempo presente:
mia couto








programa de formação de escritores,
com barjute bacha


Estão abertas as inscrições para a oficina Escrita Criativa — prosa e poesia, ministrada pela professora Barjute Bacha, parte do Programa de Formação de Escritores da Academia Mineira de Letras. As inscrições vão até o dia 8 de abril e as aulas terão início no dia 17 de abril:

1. clique aqui e faça o download da sua ficha de inscrição para a seleção dos candidatos;
2. para realizar o download clique na seta localizada acima do documento;
3. depois de preencher os campos, o documento deverá ser enviado por e-mail, até 8/abril/2018, para academiamineira.letras@gmail.com;
4. divulgação da seleção dos inscritos: 09 de abril;
5. confirmação e pagamento das inscrições: de 10 a 13 de abril.

Clique aqui o veja o cronograma, regulamento e detalhes.





pensar edição, fazer livros:
na academia mineira de letras



O Pensar edição, fazer livros está com inscrições abertas para a sua próxima edição, que acontece dia 26 de maio, e envolve uma série de debates, oficina e conferência sobre edição, livros e o mercado editorial. O evento é realizado pela Editora Moinhos e pelo Grupo de Pesquisa em Escritas Profissionais e Processos de Edição, do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG). A edição de 2018 acontece na Academia Mineira de Letras.

Clique aqui, saiba mais e inscreva-se gratuitamente no site da AML.




em itabuna
conveЯƨo,
com lau siqueira







em são paulo
sp-arte 2018,
com domingos mazzilli & outros







molière
direção diego fortes
texto sabina berman


foto de paulo uras | estúdio fb

Estreia em 20 de abril no Teatro do SESI-SP: Av. Paulista, 1313.
Entrada gratuita.
Clique aqui, onde os ingressos estarão disponíveis em breve para reserva.




acontece na
casa guilherme de almeida



3 de abr de 2018


em belo horizonte
exílio — o lago das incertezas,
de lucas guimaraens







choro de sangue,
de josé hilton rosa







na web/em recife
I prêmio cepe nacional
de literatura infantojuvenil


Mais informações, clique aqui.




em são paulo
mikrokosmos, opus 5,
de diego andrade de carvalho


A Editora Patuá e o Patuscada — Livraria, Bar & Café convidam todos para o lançamento do livro Mikrokosmos, opus 5 (poemas), de Diego Andrade de Carvalho. O evento, gratuito, será realizado no dia 05 de abril de 2018 (quinta-feira), a partir das 19h30, no Patuscada — Livraria, Bar & Café: Rua Luís Murat, 40 - Vila Madalena. O exemplar estará à venda por R$ 38,00 (pagamentos em dinheiro e cartões de débito e crédito).




coleção bombons sortidos:
10 livros de plínio camillo







em curitiba
delírios,
de solivan brugnara


7 de abril (sábado), às 16h | Muma Centro Cultural Portão: Av. República Argentina, 3034

Delírios é o terceiro livro do escritor Solivan Brugnara e, como seus livros anteriores, trabalha com vários estilos literários, mescla poesia, contos, ilustrações, fotografias, e curta metragem com composições musicais em uma só obra. Delírios é uma obra que aceita a multiplicidade, mais humana que a estética sólida e, é justamente a indefinição que percorre todo o livro, que da coesão a ele.

Sobre o autor
Solivan Brugnara nasceu em Dois Vizinhos/PR e reside em Quedas do Iguaçu/PR, na fazenda Pajador. Poeta, com quatro livros publicados: Incoerências, Encantador de Serpentes, Balaio e Delírios. Faz ilustrações com telas e fotografias e gravuras para todos seus livros e composições musicais que inclui nos livros com partituras ou insere link de gravações, trabalha com outras linguagens como curta-metragem ou fotografias de sua autoria. Participou das coletâneas Sangue Novo na Anemia e Lua Única, da Confraria Terra dos Poetas, 101 Poetas Paranaenses, editada pela Biblioteca Pública do Paraná e organizada pelo poeta e crítico Ademir Demarchi. Tem trabalhos publicados em revistas especializadas em literatura como a Coyote, Babel e no jornal Cândido, da Biblioteca Pública do Paraná.

Sobre o livro Balaio, escreveu o poeta Antonio Thadeu Wojciechowski: "Quando eu leio Solivan, o mundo se multiplica em milagres. O cara reinventa o verbo, realoca sentidos, faz da poesia o divino instrumento da criação. As palavras dançam, as sílabas cantam e o ritmo bate tambores entre uma pausa, um silêncio e um choque sideral de acentos. Cadência rara, coisa de quem escuta o universo e dialoga com o palpitar da essência da vida. Batida do coração, respiro da luz, interpretação do espírito, para colocar a matéria no seu devido lugar. Solivan não segue regras, normas, escolas, ele faz as suas. E faz bonito. E como essa beleza faz bem a quem dá de cara com os seus versos e consegue ver, com os próprios olhos, que o olhar de Solivan é a nossa alma cega, surda, muda, tetraplégica de amar, ressuscitando em toda a sua plenitude. Seus versos nos batizam para uma nova vida. Com águas do Iguaçu ou com as lágrimas de Solivan? Não sei e nem quero saber, porque também

'Não sei quando o flamboyant sangra flores,
nem onde esfaquear uma palavra com acento agudo'".

1 de abr de 2018


na web
quadrinhos em sala de aula


O curso Quadrinhos em Sala de Aula: estratégias, instrumentos e aplicações, na modalidade de ensino a distância (EaD), com certificação de 160h (pela Universidade Federal do Ceará), é gratuito e aberto a todo o país, sem limites de vagas. Com início em 9 de abril (segunda-feira), traz 12 fascículos, 12 videoaulas, 12 radioaulas, 4 webconferências, vídeos complementares, conteúdo extra (Biblioteca Virtual) e um corpo de conteudistas formado por alguns dos mais renomados pesquisadores e estudiosos sobre o assunto no Brasil. Não perca essa oportunidade. Clique aqui e inscreva-se já.




em curitiba
minicurso na semana de letras UFPR
inscrições abertas


Clique aqui e inscreva-se.

A partir da apresentação dos resultados de um estudo etnográfico realizado em 2017, na disciplina "Cultura e Ensino", sobre a leitura de autoria feminina dentro do curso de Letras da UFPR, o objetivo desse minicurso é pensar: autoria feminina, cânone literário, currículo, ensino de literatura e material didático. O minicurso será dividido em três momentos: primeiro, serão apresentados os resultados da etnografia, os quais se baseiam nas entrevistas realizadas com professores da disciplina de Literatura Brasileira III e no questionário respondido pelos alunos da disciplina. Essas duas esferas evidenciaram as percepções de docentes e discentes acerca da ausência de livros escritos por mulheres nas disciplinas de literatura do curso; em seguida, direcionando-se aos professores vinculados ao PDE (Programa de Desenvolvimento Educacional) e aos alunos de Letras, em nível de graduação e pós-graduação, será conduzida uma oficina de leitura de contos e poemas de escritoras e, por último, a elaboração de planos de aula com ideias para mediar a leitura dos textos literários lidos nas salas de aula do ensino fundamental e médio e dar vez e voz às vozes silenciadas, no cânone literário e no currículo de literatura, das mulheres.




no rio de janeiro
vozes da favela,
por sergio da silva barcellos







em são paulo
sarau da paz


O Sarau da Paz é uma atividade cultural organizada pelo Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz), em parceria com o grupo Poemas à Flor da Pele, que acontecerá no dia 08 de abril, domingo, das 19h às 21h, no Teatro do Ator, localizado na Praça Roosevelt, 172.

Na ocasião, haverá leituras poéticas e apresentações de música e dança árabes. O evento acontecerá uma semana após uma data especial do calendário palestino, o Dia da Terra, quando é recordada a ocupação ilegal das terras palestinas pelos invasores sionistas — a Nakba —, em que 750 mil pessoas foram expulsas de suas casas e terras e condenadas a viver no exílio.

No Sarau da Paz, dedicaremos nossa solidariedade ao povo palestino e a todos os demais povos que lutam contra o racismo, o colonialismo e outras formas de opressão, em defesa do direito universal à autodeterminação, liberdade e soberania nacional.

POETAS CONFIRMADOS
Adalberto Monteiro
Akanni Alves
Cissa Lourenço
Claudio Daniel
Dora Dimolitsas
Elizabeth Misciasci
Khaled Fayez Mahassen
Marcelo Lemos
Mayara Silva de Souza
Mirian Warttusch
Paulo D'Auria
Roberto Ferrari
Sonia Regina Parmegiane
Grupo Poetas do Tietê

DANÇARINAS
Jasmyne Zahirah
Marlene Dantas

CANTOR
Fady Farady