12 de mar de 2018


em são paulo
viver é fictício,
de mariana portela







no rio de janeiro
leitura e escrita no
instituto estação das letras
com cintia moscovich


Cintia Moscovich é uma das grandes apostas da programação do primeiro semestre do Instituto Estação das Letras [www.estacaodasletras.com.br], dentro da programação do Laboratório de Leitura e Escrita, Vivência Literária.

As aulas começam dias 23 e 24/3 e seguem em 27 e 28/4; 25 e 26/5; 22 e 23/6; e 20 e 21/7, das 18h às 21h durante a semana e de 10 às 13h, nos sábados.

O ato de escrever, principalmente prosa de ficção, estará no centro do debate e os participantes serão estimulados a produzir e discutir textos. Esta interface das produções constitui-se a na matéria-prima chave do curso.

Cláudia Lage (Oficina do Conto — Concepção e Técnica) e Lilian Fontes (Atelier de Leitura e Escrita) também fazem parte da grade de cursos do primeiro semestre do IEL (Rua Marquês de Abrantes, 177 - Flamengo).

As inscrições estão abertas pelo tel.: (21) 3237-3947 e por e-mail: estacaodasletras@estacaodasletras.com.br.




em belo horizonte
lacan na academia —
conversando com a literatura


A Academia Mineira de Letras (AML) e a Escola Brasileira de Psicanálise - Seção Minas Gerais (EBP-MG), por meio de uma parceria, lançam o programa Lacan na Academia — conversando com a literatura, série de sessões de literatura comentada por importantes psicanalistas, como Antônio Teixeira, Sérgio de Castro, Márcia Rosa e Ram Mandil e convidados. As sessões pretendem abordar interseções entre a literatura e a psicanálise, em encontros mensais, durante todas as terceiras quartas-feiras de cada mês, às 19h30, no auditório da AML.

A iniciativa parte do pressuposto de que bem antes da psicanálise, a arte da literatura faz pousar na letra o que não cessa de não se escrever na vida. Ambas se servem da letra como uma instância e testemunham como escrever é, para o ser falante, um esforço de fixar algo pela ficção da escritura. Afinal, o que conta numa análise é a forma singular como cada um articula palavras e silêncios ao que se lembra e ao que esquece e, consequentemente, ao que se escreve.

A Academia Mineira de Letras é mantida mediante a Lei Federal de Incentivo à Cultura, no âmbito do Plano Anual de Manutenção AML, realizado com patrocínio do Instituto Unimed-BH, por meio do incentivo fiscal de mais de 4,7 mil médicos cooperados e colaboradores. A Academia integra o Circuito Liberdade.

O que o encontro da psicanálise e da literatura pode provocar é o ponto de partida que anima a parceria entre a EBP-MG e a AML. "É importante notar que o psicanalista ao contrário do que se pensa, não é aquele que escuta: é antes aquele que lê no que ouve a escritura de um desejo, ou de uma vontade, de gozo que pulsa no corpo falante enquanto tenta encontrar, na estrutura da linguagem, um modo de o bem dizer", explica Fernanda Otoni, diretora da EBP-MG.

Nesta primeira edição, serão quatro encontros sob o tema O feminino, seus corpos e mundos, por meio da leitura de autores brasileiros, do século XX, que permitirão levantar o véu do prenúncio da expressão do feminino fora das bordas e bordados da intimidade do lar. Os encontros propõem verificar se o feminino já pulsava instalado no corpo literário de Nelson Rodrigues, Oswald de Andrade, Guimarães Rosa e Clarice Lispector.


Serviço
Lançamento do programa Lacan na Academia — conversando com a literatura
Palestra O Demônio do feminino em Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa — com Antônio Teixeira e Gustavo Jardim.
Data: 14 de março
Horário: 19h30
Local: Academia Mineira de Letras (Rua da Bahia, 1466 – Lourdes)
Entrada gratuita.




vaga aberta na
academia mineira de letras


A Academia Mineira de Letras comunica que está aberta a vaga para a Cadeira nº 25, que pertenceu ao acadêmico Francelino Pereira dos Santos, falecido em 21 de dezembro de 2017. Quem almeja ocupar uma vaga de imortal da AML deve entrar em contato com a instituição por telefone (31) 3222-5764 ou e-mail: atendimento@academiamineiradeletras.org.br, para mais informações sobre a inscrição, até o dia 31 de março. A eleição do novo acadêmico ocorrerá de acordo com os critérios do Estatuto da entidade.




na web
revista
re-produção