18 de nov de 2016

em belo horizonte
e aí, cidadão?


18 de novembro | 20h30 | Teatro Uni BH

O espetáculo E aí, Cidadão? é uma realização da Associação Ser Parte e resultado do trabalho desenvolvido com crianças e adolescentes nas oficinas de balé, percussão, teatro, canto e artes plásticas. Mais de 100 alunos e alunas da instituição sobem ao palco e por meio da arte teatral, da dança e música levantam reflexões sobre cidadania, corrupção, bullying e desigualdade de gênero. A entrada é gratuita e a confirmação de presença deve ser feita pelos contatos: (31) 3331-1789 e recepcao@serparte.org.br. O evento acontece no Teatro Uni BH: Rua Diamantina, 463 - Lagoinha.

E aí, Cidadão? tem o patrocínio da Telefônica Vivo, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, e apoio da Vilma Alimentos.

Para conhecer a Associação Ser Parte acesse: serparte.org.br ou facebook.com/programaserparte.




em feira de santana e outras cidades
procurando a ponta do durex na superfície
transparente dos dias — levitação de poesia,
com karina rabinovitz e silvana rezende


Poesia: falada, audiovisual, escrita e sonora, ao mesmo tempo
Apresentações de Karina Rabinovitz e Silvana Rezende, em 4 cidades,
marcam o lançamento de um livro novo, sem papel

procurando a ponta do durex na superfície transparente dos dias — levitação de poesia, apresentação da dupla Karina Rabinovitz (poeta) e Silvana Rezende (artista visual e videasta), será lançada dia 19 de novembro, às 19h, no MAC – Museu de Arte Contemporânea de Feira de Santana, abrindo o Baile Surrealista, evento que acontece na cidade, desde 2015.

A maioria dos poemas apresentados serão inéditos, tanto em palavras, quanto em vídeos, por isso as apresentações se confundem com o lançamento de um livro novo, sem papel. Um livro vivo, lido, ouvido e visto, ao vivo, com imagens e sons diversos. "É uma levitação de poesia. Um livro utopier", segundo Karina Rabinovitz.

Cada apresentação vai contar com convidados(as) diversos(as), trazendo a possibilidade de diálogo e troca entre artistas que vivem, criam e trabalham, na contemporaneidade, em cidades distintas, proporcionando o intercâmbio de criações e a força da diversidade de vozes, juntas.

Em Feira de Santana, 19 de novembro, com Henrique Sampaio e Mariana Paim; em Belo Horizonte, 10 de dezembro, com Ricardo Aleixo; em Recife, 17 de dezembro, com Fernando Duarte; e em Salvador, 22 de dezembro, com Kátia Borges, Millena Miranda, Suzana Kato e alguma surpresa.

Serviço
procurando a ponta do durex na superfície transparente dos dias – levitação de poesia

1) Feira de Santana / Bahia
Data: 19/11/2016 (sábado) / Horário: 19h / Local: MAC – Museu de Arte Contemporânea de Feira de Santana (Rua Geminiano Costa, 255 - Centro) - Entrada gratuita

2) Belo Horizonte / Minas Gerais
Data: 10/12/2016 (sábado) / Horário: 20h / Local: L.I.R.A. (Rua Albuquerque Maranhão, 76) – Feira de Inutensílios - Entrada gratuita

3) Recife / Pernambuco
Data: 17/12/2016 (sábado) / Horário: 19h / Local: Galeria MauMau (Rua Nicarágua, 173) - Entrada gratuita

4) Salvador / Bahia
Data: 22/12/2016 (quinta-feira) / Horário: 20h / Local: Circo Picolino (Av. Otávio Mangabeira, s/n - Pituaçu) - Entrada gratuita




no rio de janeiro
7 mulheres, 7 poéticas







o ladrão de verrugas,
de mathilda kóvak e cesar lobo








na web
meu irmão, meu amigo,
de francisco paiva de carvalho


Mais informações, clique aqui.




na web e em blumenau
campanha livro amigo






em são paulo
dia da consciência negra:
o cinema e a presença do negro nas telas,
por anderson jesus e tomires ribeiro

19 de novembro | 15h | casa guilherme de almeida | entrada franca

Para celebrar a data, será realizado um debate com dois importantes cineastas da nova geração, cujo conteúdo abordará a histórica presença e suas representações do negro no cinema, tanto brasileiro, quanto internacional. Ainda, será exibido o curta-metragem Punhos e leis, com direção e roteiro do convidado Tomires Ribeiro.

Anderson Jesus é diretor da produtora Iracema Rosa Filmes. Formado em curso técnico de Artes Cênicas e Dramáticas pela Escola Incenna, graduou-se em Produção Audiovisual pela Universidade Paulista e concluiu pós-graduação em Cinema TV e Vídeo pela Belas Artes. Sua produtora é responsável por projetos audiovisuais importantes como DesaparecidosA Vida Sexual das BorboletasMissão África e Honra e Glória.

Tomires Ribeiro trabalha com cinema e publicidade. Já conta com longa experiência no segmento do audiovisual paulistano e brasileiro, como diretor de fotografia, cinegrafista e fotógrafo de still, tendo participado de produções importantes do cinema nacional independente, filmes publicitários e institucionais de grandes empresas.