10 de nov de 2014

em recife
adrienne myrtes,
por stella maris saldanha, luciana
pontual e arthur canavarro








no rio de janeiro
escola de educação máxima,
com william da silva lima
e andré borges








em são paulo
itaú cultural:
encontros de interrogação




Dedicado à troca de ideias sobre a literatura brasileira contemporânea, o Encontros de Interrogação completa dez anos de atividade — e ganha um novo formato. Em vez de reunir escritores em debates sobre temas preestabelecidos, como nos anos anteriores, o evento abre espaço para que os autores, com base na produção literária nacional da última década, escolham as próprias pautas e as exponham em falas individuais de 15 minutos — sem contar os 10 minutos reservados para perguntas do público.

Silviano Santiago, Antonio Cícero, Milton Hatoum, Cintia Moscovich, Ivana Arruda Leite, Marçal Aquino, Michel Laub, Raimundo Carrero, Joca Reiners Terron estarão presentes, entre outros convidados. Curadoria de Heloisa Buarque de Hollanda e Lourival Holanda.

Essa edição inclui ainda duas oficinas: uma sobre minicontos, ministrada pelo escritor João Anzanello Carrascoza; e outra conduzida pela escritora e crítica Noemi Jaffe, voltada para as diferentes "fôrmas" em que se manifesta a linguagem poética — poesia em prosa, poesia visual, "poesia minuto".


Data: terça 18 a sábado 22 de novembro de 2014
Local do Encontros de Interrogação: Itaú Cultural – Av. Paulista, 149
Entrada franca

COMO PARTICIPAR
Mesas de debates: não há inscrição antecipada. Ingressos distribuídos com 30 minutos de antecedência, por ordem de chegada [217 lugares].

Oficinas
Somente as oficinas requerem inscrições antecipadas:
- para inscrever-se na oficina Literatura em Linha Única, com João Anzanello Carrascoza, dia 18 terça, às 14 h, no Itaú Cultural, ligue para o tel.: (11) 2168-1876, de terça a sexta, das 9 h às 20 h;
- para inscrever-se nas oficinas no espaço Casa das Rosas é necessário ir até o local [Av. Paulista, 37] e efetuar a inscrição pessoalmente, no horário de 10 h às 19 h.
Vagas: 25 pessoas para cada oficina.





literatura: ponto de partida para
o cinema, por wolney de assis