3 de set de 2019

em são paulo
visível ao destino — obra completa,
de eunice arruda: 80 anos







balada literária 2019
homenagem: paulo freire


Mais informações: clique aqui.




conversa sobre romã,
com francesca cricelli, roberto zular e
júlia de carvalho hansen







sopa de letrinhas & encontro de
compositores do caiubi:
homenagem a ulisses tavares







no rio de janeiro
escrevendo contos: o processo de criação
com autores da coleção identidade:
carlos eduardo pereira & cia.







em porto alegre
clandestina: quinta maldita ao vivo


Poesia, performance e música falada, cantada, gritada, dançada!

Com
Alexandre Arena Filho
Alma Mater - Grupo de Danças Porto Alegre (Jéssica Prestes e Magda Vieira)
André Pacheco de Orleans e Bragança
Andreia Beltrão
Antonio Vicente Martins
Claudia da Fontoura Xavier
Demétrio Panarotto
Diego Grando
Felipe Martins
Fernando Rotta Neves
Gustavo Matte
JH e a Magra do Bonfa (Jottagá e Samantha Moon)
Jeferson Bueno Camargo e Juliana Dorneles
Juann Acosta
Julhana Bianchini Pohlmann
Karen Garbo
Lia Neves
Marisa Gigante
Marta Helena Xavier
Rodrigowski
Ronald Augusto
Rubens Jaeger Bertolin

Idealização de Demétrio Panarotto
Edição de Marcio Fontoura
Produção Desterro Cultural
Apoio: Locals Only CB, Porto Alegre, RS
O que é: Clandestina | Quinta Maldita Ao Vivo: um projeto de gravação e compartilhamento de poesia falada, cantada, gritada!

Nessa edição de número #53, convidadas e convidados porto-alegrenses vão se revezar no microfone com textos, poemas, performances e canções, com audição e participação do público presente. As artes que irão emoldurar o palco terão a assinatura de Lipe Martins, e estarão à venda com preços especiais durante o evento.

Todas e todos são convidados a trazer seus livros e artes para compartilhar, trocar e vender entre os presentes, haverá uma mesa expositora para colocar esse material na entrada.

O apoio desta vez é do Locals Only CB, na Rua Sarmento Leite, 1086, que vai abrir suas portas para receber o grupo de artistas e o público presente para participar da gravação do programa e conversar com os participantes, num ambiente agradável, de confraternização, plural, diversa, com muita troca de carinho e afetos.

Sobre o Projeto Quinta Maldita: desde 2017 o programa utiliza formatos diversos, que vão desde edições feitas exclusivamente em estúdio, montagem e recortes de áudio, até produção de sarau com microfone aberto com música, performance e poesia. Idealizado por Demétrio Panarotto e Marcio Fontoura, com transmissão ao vivo pela Desterro Cultural e participação de convidadas e convidados. O projeto se iniciou e se desenvolve na Ilha de Santa Catarina, tendo circulação também no continente, onde ocorreram edições no Sarau da Tainha em Balneário Camboriú e no Projeto Folia das Falas no Teatro do SESC Itajaí, e tem contado com a participação de poetas de todas as localidades do Brasil e também do exterior, como a edição Quilombo, que foi toda elaborada no Chile, em língua espanhola. Essa é a segunda em mais de cinquenta edições completadas do programa que vai ocorrer fora do estado de Santa Catarina, e a escolha novamente de Porto Alegre não foi por acaso, devido ao bem sucedido programa Fronteira, gravado recentemente em junho no Céu Lado B. Uma iniciativa de fazer circular, conectar e comunicar a poesia e a criação artística contemporânea por meio da palavra falada, cantada e gritada!

Essa edição #53 do Quinta Maldita, que vai ser em POA/RS, conta com a parceria, o carinho e a dedicação de artistas e produtores locais, como Julhana Bianchini Pollmann, que têm se empenhado diretamente para o sucesso do evento, entre outras lindas parcerias.

Onde vai ser: Locals Only, à Rua Sarmento Leite, 1086
Quando: domingo, 08/09, das 18 às 22 horas
A entrada é livre e gratuita, crianças são bem-vindas

Links
Quinta Maldita
Demétrio Panarotto
Marcio Fontoura
Locals Only

Sintoniza!




em fortaleza
oficina de poesia:
ler, fazer, pensar o poema,
carlos augusto lima



Inscreva-se pelo zap: (85) 9742-2701

Oficina de poesia voltada para a leitura de variadas formas de produção do verso, o pensamento da elaboração do poema e a composição ativa por cada um dos participantes. Análise, leitura e escrita se entrelaçam para que os participantes desenvolvam uma perspectiva potente e ampliada a respeito da feitura do poema.

Como funciona: a oficina é composta por 5 módulos-encontros quinzenais, com 2h30min de aulas. Cada encontro possui uma discussão temática.

Carlos Augusto Lima é professor, doutor em Letras-Literatura pela Universidade Federal do Ceará (UFC) Publicou, recentemente, O livro de Carolina (7Letras, 2019), A medida da luz (Alpharrábio, 2019) e, também, Dois mil e quatrocentos quilômetros, aqui, em parceria com Tarso de Melo, pela Luna Parque (2018). É autor de livros-objeto-mínimos, táticas de guerrilha: Regras para uma competição no deserto (megamíni, 2016), Motociclista do globo da morte (1973 Edições, 2016), Alcance a graça do verso (Edição do autor, 2013), O Livro da Espera (Alpharrábio, 2011), Três poemas do lugar (La Barca, 2011), manual de acrobacias n. 1 (Ed. da Vila/Ed. da Casa, 2009) e vinte e sete de janeiro (Lumme Editor, 2008).




em nova friburgo
sabor de letra,
com bete babo e sérgio bernardo







em santo estêvão
gênero e literatura: escritos femininos,
com rita queiroz, kátia borges e clarissa macedo
[mediação érica azevedo]