18 de set de 2019

em porto alegre
sarau poetas do contra
curadoria adrian'dos delima
e renato de mattos motta







em são paulo
festival agora - 2019
curadoria antônia pellegrino


+ 100 ATRAÇÕES CONVIDADAS + MESAS DE DEBATES + PERFORMANCES + MOSTRA DE CINEMA + EXPOSIÇÃO DE ARTE + FEIRA PRETA + MASTERCLASS + MÚSICA + OFICINAS & MENTORIAS

A 2ª edição do FESTIVAL AGORA chegou!

Um festival com programação ampla e gratuita, que vai dos debates às festas sound system, do esporte à mentoria de projetos, e das performances artísticas ao cinema. Tudo com o objetivo de promover a inserção da mulher nas instâncias de poder. Esse é o Festival AGORA, e nossa 2ª edição acontece no CCSP (Centro Cultural São Paulo), nos dias 21 e 22 de setembro, com algumas atividades iniciando antes e outras se encerrando em outubro.

"O eixo principal do festival é a mulher nas instâncias de poder, então todas as áreas de conhecimento e atividades entram no nosso escopo, para aumentarmos a representatividade feminina em posições de destaque", comenta Antonia Pellegrino, idealizadora e curadora do evento.

Mais informações e inscrições (gratuitas): www.festivalagora.com.br




o filho de osum,
de decio zylbersztajn


21 de setembro, às 16 h, na Unibes Cultural: Rua Oscar Freire, 2500




ora bolas, ora retângulos:
pinturas de geraldo souza dias







no rio de janeiro
back in the ussr,
de fábio fernandes


A Editora Patuá e a Livraria Berinjela convidam todos para o lançamento do livro Back in the USSR (romance), de Fábio Fernandes. O evento, gratuito, será realizado no dia 21 de setembro (sábado), a partir das 19 h, na Livraria Berinjela: Av. Rio Branco, 185 - Centro. O exemplar estará à venda por R$ 40,00.

Clique aqui para comprar on-line.

17 de set de 2019

em são paulo
visível ao destino,
de eunice arruda (80 anos)
com beatriz h. ramos amaral & cia.







se você me amasse,
teria fechado os olhos,
de ingrid morandian


A Editora Patuá e o Patuscada — Livraria, Bar e Café convidam todos para o lançamento do livro Se você me amasse, teria fechado os olhos (poemas), de Ingrid Morandian. O evento, gratuito, será realizado no dia 21 de setembro (sábado), a partir das 19 h, no Patuscada — Livraria, Bar e Café: Rua Luís Murat, 40 - Vila Madalena. O exemplar estará à venda por R$ 38,00 (pagamentos em dinheiro e cartões de débito e crédito). Leitoras e leitores de qualquer cidade do país que realizarem a compra antes do lançamento receberão o exemplar autografado após o evento.

Clique aqui para comprar.




play_lit: edimilson de almeida pereira:
mediação e curadoria de joca reiners terron







em ribeirão preto
um clitóris encostado na eternidade,
de matheus arcaro



A Editora Patuá e a Casa VilArte convidam todos para o lançamento do livro Um clitóris encostado na eternidade, primeiro livro de poemas de Matheus Arcaro, autor já reconhecido na prosa (contos e romance). O evento, gratuito, será realizado no dia 19 de setembro (quinta-feira), a partir das 19h30, na Casa Vil'Arte: Rua Floriano Peixoto, 1396. O exemplar estará à venda por R$ 40,00 (pagamentos em dinheiro e cartões de crédito). Teremos também à venda bebidas e petiscos. Leitoras e leitores de qualquer cidade do país que realizarem a compra antes do lançamento receberão o exemplar autografado após o evento.

Clique aqui para comprar.



na web
poemoda: assionara souza,
com ethel frota, alan romero & cia.


Poemoda: um programa dedicado à poesia de Assionara Souza.
18 de setembro, quarta-feira, às 21 h, na Paraná Educativa FM 97.1 e online.
Reprise no dia 22, domingo, à meia-noite.
Clique aqui para ouvir.




no rio de janeiro
terça conVerso:
ronaldo werneck







momento vivo,
de ronaldo werneck







em belo horizonte
álbum da fama:
videopoemas de wir caetano



12 de set de 2019

em florianópolis
pipa — pela ilha palavra amplificada


A festa de lançamento do 1º PIPA - Pela Ilha Palavra Amplificada acontecerá no dia 13 de setembro, no Agenda (Rodovia Admar Gonzaga, 967). Entrada gratuita.


Atrações confirmadas
Coletivo Abrasabarca
Performance "Revoada", de Elis Mira
Zinho Bueno (rap alternativo)

PIPA é o primeiro festival de literatura de Florianópolis. PIPA é performance. PIPA é sarau. PIPA é um parangolé. PIPA é quinta maldita. PIPA é coletivo. PIPA é polifonia. PIPA é um espaço de debates. PIPA é um paraquedas colorido. PIPA somos todxs nós.  

PIPA é um festival de literatura que se propõe a ser um espaço de debates literários e trocas poéticas. Nesta primeira edição, o festival terá como tema a poesia feita em coletivos, em grandes e médias cidades, no centro e na periferia. Nos coletivos, a polifonia, a performance, a conversa apresentam-se como possibilidades de fala e de escuta, produzindo textos dialógicos, nos quais a autoria, muitas vezes, se difunde, se confunde. A partir de mesas-redondas, saraus, mostra de videopoemas e performances, buscamos aproximar a linguagem poética do público leitor, seja ele jovem, adulto, ou idoso. Buscamos também promover a troca entre escritores, performers e artistas em geral, ampliando o repertório de possibilidades do fazer poético, um fazer que é escrito, mas também falado, gritado, cantado, publicado.




em cajazeiras e na web
arribaçã editora comemora um ano
com promoções e lançamento de concurso


A Arribaçã Editora comemora, neste mês de setembro, seu primeiro ano de atividades. Instalada em Cajazeiras, Alto Sertão da Paraíba, a editora já publicou sete livros e tem mais três sendo finalizados nos mais diversos gêneros: romance, poesia, novela, acadêmico, crônicas, biografia. O primeiro ano de criação da Arribaçã será marcado por promoções em suas redes sociais e pelo lançamento de um concurso literário.

A grande promoção nas redes sociais é o sorteio de um combo com todos os livros da Arribaçã publicados até agora. A promoção será feita todo o mês de setembro no Instagram da editora e sorteará dois combos para os participantes.

Quanto ao concurso literário, ele será lançado no final do mês em data ainda ser definida. Todos os detalhes do concurso serão divulgados quando do lançamento e os interessados podem acompanhar pelas redes sociais da Arribaçã (Instagram, Youtube, Twitter e Facebook).

Os livros publicados pela Arribaçã: Acendedor de relâmpagos (Políbio Alves), A doida paixão de um doido (Geraldo Bernardo), Antes de ser blues (Fidélia Cassandra), Travessuras do desejo em Grande Sertão: Veredas (Paulo Tarso Cabral Medeiros), Sinais (Emília Guerra), Nenhum espelho reflete seu rosto (Rosângela Vieira Rocha) e Antônio Joaquim do Couto Cartaxo e a formação de Cajazeiras (Francisco Sales Cartaxo Rolim).

Em fase de finalização: Cajazeiras, uma aldeia poética (Irismar di Lyra), O mistério do galinheiro (Naldinho Braga) e Identidade e realidade: artigos e crônicas (Dermival Moreira dos Anjos).

Os jornalistas e poetas Lenilson Oliveira e Linaldo Guedes são os responsáveis pela Arribaçã Editora, que conta em seu quadro fixo com programadores visuais, ilustradores e designers. O email para contato é arribacaeditora@gmail.com e o site www.arribacaeditora.com.br.

Segundo os editores, a Arribaçã está aberta a propostas de parcerias em todo o país, não só da Paraíba. "Trabalhamos com livros literários, de contos, romances, novelas e poesia. Mas também com livros acadêmicos ou jornalísticos, biografias e memórias. O que queremos é abrir mais um canal de produção de livros na Paraíba, mas com o alcance para todas as regiões do país. Livros com a qualidade editorial de qualquer editora que esteja trabalhando no mercado brasileiro, sem dever a ninguém", observam.

Linaldo Guedes é poeta e jornalista. Nasceu em Cajazeiras, alto sertão da Paraíba, em 1968, para onde retornou no final de 2017, após 38 anos em João Pessoa. Como jornalista, atuou em praticamente todos os órgãos de imprensa da Paraíba. Atualmente, é repórter de Cultura do jornal A União. Como poeta, publicou os livros Os zumbis também escutam blues e outros poemas (1998), Intervalo Lírico (2005), Metáforas para um duelo no sertão (2012) e Tara e outros otimismos (2016). Lançou, ainda, Receitas de como se tornar um bom escritor (2015) e participou de antologias e livros de outros autores. Lançou em 2017 O Nirvana do Eu: Os diálogos entre a poesia de Augusto dos Anjos e a doutrina budista e Não temos wi-fi, em parceria com Lau Siqueira, Cyelle Carmem e Letícia Palmeira. É graduado em Letras e tem mestrado em Ciências da Religião. É membro-fundador da Academia Cajazeirense de Artes e Letras (Acal), ocupando a cadeira de número 33, cujo patrono é Dom Moisés Coelho.

Lenilson Oliveira, também cajazeirense e nascido em 1969, tem experiências nas áreas de comunicação e magistério, com passagens por escolas de ensino fundamental e médio. Ex-diretor administrativo da Rádio Oeste da Paraíba, ex-editor do Jornal CajáFolha, ex-colaborador de jornais e revistas locais e estaduais, diretor e editor da Revista Destaque e do site DestaquePB em Cajazeiras. Licenciado em Letras pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com Especialização em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira pela Faculdade São Francisco da Paraíba (FASP). Autor do livro de poesia Réquiem para uma flor (A União, 1991). Membro-fundador da Academia Cajazeirense de Artes e Letras (Acal), ocupa a cadeira de número 13, que tem como patronesse a poeta Teté Assis.




em lisboa
a palavra brasil,
com salvio nienkotter & cia.


Mais informações: clique aqui.




viver é fictício,
de mariana portela







em são paulo
landscapes/paisagens,
com cléa galhano e rene izquierdo



10 de set de 2019


em cataguases
momento vivo,
de ronaldo werneck





em curitiba
corpo de peixe em arabesco,
de jussara salazar







em são paulo
todos os cachorros são azuis,
de rodrigo de souza leão


O selo Demônio Negro lança o primeiro título da obra completa do poeta Rodrigo de Souza Leão: Todos os cachorros são azuis, no dia 13 de setembro, no Estúdio Lâmina (Av. São João, 108 – 4º andar - Centro). Na ocasião, haverá um encontro com o poeta Leonardo Gandolfi, o escritor Ronaldo Bressane, o editor Vanderley Mendonça e o poeta Ramon Nunes Mello (organizador da obra de Souza Leão, desde seu falecimento, há 10 anos). Durante a conversa, os atores Cauã Reymond e Manoel Madeira farão a leitura do romance mais conhecido de Rodrigo de Souza Leão.

*

Cauã Reymond prepara a adaptação cinematográfica do livro Todos os cachorros são azuis e do longa-metragem Azuis. Manoel Madeira prepara a adaptação teatral, Cachorros Azuis, monólogo com direção de Adriano Garib.




páginas viradas de um abril qualquer,
de flora figueiredo







3ª maratona de histórias,
com penélope martins & cia.


14 de setembro, de 14 h às 19 h, na Livraria NoveSete:
Rua França Pinto, 97 – Vila Madalena


Uma tarde cheia de contações de histórias, bate-papo, lançamento dos livros Minha Pasárgada, da autora Rosinha e Entre cães e gatos, de Rosana Rios.

Programação: clique aqui.




em santo andré
o afogamento de virginia woolf,
de mariana godoy


A Editora Patuá e A Praieira Bar convidam para o lançamento do livro o afogamento de virginia woolf (poemas) de Mariana Godoy. O evento, gratuito, será realizado no dia 14 de setembro (sábado), a partir das 19 h, n'A Praieira Bar: Rua Coronel Ortiz, 96 - Centro. O exemplar estará à venda por R$ 38,00 (pagamentos em dinheiro e cartões de débito e crédito). Leitoras e leitores de qualquer cidade do país que realizarem a compra antes do lançamento receberão o exemplar autografado após o evento.

Clique aqui para comprar. 



em niterói
ria de tudo isso!,
de luiz cláudio siqueira


"Procure ver o lado bom das coisas ruins". O ensinamento, que poderia estar na traseira de um caminhão e já ganhou a internet, é levado a sério por estudiosos do humor, que o apontam como o grande segredo para viver bem. Sob o mesmo ponto de vista, o publicitário Luiz Cláudio Siqueira lança Ria de tudo isso! (Autografia), dia 14 de setembro, sábado, na livraria Blooks - Reserva Cultural, em Niterói, a partir das 15 h.

O autor
Luiz Cláudio Siqueira tem 55 anos, nasceu em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, e atualmente mora em Niterói (RJ). É formado em Publicidade pela Universidade Federal Fluminense. Já trabalhou como redator para diversas agências de propaganda. Ria de tudo isso! é o seu terceiro livro, publicado logo após Desperte a sua fé e seja feliz (2018) e Melhor Que Sexo! (2017), todos pela Autografia.

Serviço
Ria de tudo isso!
Editora Autografia
Autor: Luiz Cláudio Siqueira
Páginas: 196 | Formato: 16 x 23cm | Preço: R$ 38,00 
14 de setembro, sábado, às 15 h
Livraria Blooks - Reserva Cultural, em Niterói
Avenida Visconde do Rio Branco, 880 - São Domingos




em salvador
a palavra feminina,
com kátia borges & cia.







em porto velho
pôr a prumo o tempo,
de p.f. filipini







em petrolina
a arte da palavra,
com aline prucoli e bruna mitrano



3 de set de 2019

em são paulo
visível ao destino — obra completa,
de eunice arruda: 80 anos







balada literária 2019
homenagem: paulo freire


Mais informações: clique aqui.




conversa sobre romã,
com francesca cricelli, roberto zular e
júlia de carvalho hansen







sopa de letrinhas & encontro de
compositores do caiubi:
homenagem a ulisses tavares







no rio de janeiro
escrevendo contos: o processo de criação
com autores da coleção identidade:
carlos eduardo pereira & cia.







em porto alegre
clandestina: quinta maldita ao vivo


Poesia, performance e música falada, cantada, gritada, dançada!

Com
Alexandre Arena Filho
Alma Mater - Grupo de Danças Porto Alegre (Jéssica Prestes e Magda Vieira)
André Pacheco de Orleans e Bragança
Andreia Beltrão
Antonio Vicente Martins
Claudia da Fontoura Xavier
Demétrio Panarotto
Diego Grando
Felipe Martins
Fernando Rotta Neves
Gustavo Matte
JH e a Magra do Bonfa (Jottagá e Samantha Moon)
Jeferson Bueno Camargo e Juliana Dorneles
Juann Acosta
Julhana Bianchini Pohlmann
Karen Garbo
Lia Neves
Marisa Gigante
Marta Helena Xavier
Rodrigowski
Ronald Augusto
Rubens Jaeger Bertolin

Idealização de Demétrio Panarotto
Edição de Marcio Fontoura
Produção Desterro Cultural
Apoio: Locals Only CB, Porto Alegre, RS
O que é: Clandestina | Quinta Maldita Ao Vivo: um projeto de gravação e compartilhamento de poesia falada, cantada, gritada!

Nessa edição de número #53, convidadas e convidados porto-alegrenses vão se revezar no microfone com textos, poemas, performances e canções, com audição e participação do público presente. As artes que irão emoldurar o palco terão a assinatura de Lipe Martins, e estarão à venda com preços especiais durante o evento.

Todas e todos são convidados a trazer seus livros e artes para compartilhar, trocar e vender entre os presentes, haverá uma mesa expositora para colocar esse material na entrada.

O apoio desta vez é do Locals Only CB, na Rua Sarmento Leite, 1086, que vai abrir suas portas para receber o grupo de artistas e o público presente para participar da gravação do programa e conversar com os participantes, num ambiente agradável, de confraternização, plural, diversa, com muita troca de carinho e afetos.

Sobre o Projeto Quinta Maldita: desde 2017 o programa utiliza formatos diversos, que vão desde edições feitas exclusivamente em estúdio, montagem e recortes de áudio, até produção de sarau com microfone aberto com música, performance e poesia. Idealizado por Demétrio Panarotto e Marcio Fontoura, com transmissão ao vivo pela Desterro Cultural e participação de convidadas e convidados. O projeto se iniciou e se desenvolve na Ilha de Santa Catarina, tendo circulação também no continente, onde ocorreram edições no Sarau da Tainha em Balneário Camboriú e no Projeto Folia das Falas no Teatro do SESC Itajaí, e tem contado com a participação de poetas de todas as localidades do Brasil e também do exterior, como a edição Quilombo, que foi toda elaborada no Chile, em língua espanhola. Essa é a segunda em mais de cinquenta edições completadas do programa que vai ocorrer fora do estado de Santa Catarina, e a escolha novamente de Porto Alegre não foi por acaso, devido ao bem sucedido programa Fronteira, gravado recentemente em junho no Céu Lado B. Uma iniciativa de fazer circular, conectar e comunicar a poesia e a criação artística contemporânea por meio da palavra falada, cantada e gritada!

Essa edição #53 do Quinta Maldita, que vai ser em POA/RS, conta com a parceria, o carinho e a dedicação de artistas e produtores locais, como Julhana Bianchini Pollmann, que têm se empenhado diretamente para o sucesso do evento, entre outras lindas parcerias.

Onde vai ser: Locals Only, à Rua Sarmento Leite, 1086
Quando: domingo, 08/09, das 18 às 22 horas
A entrada é livre e gratuita, crianças são bem-vindas

Links
Quinta Maldita
Demétrio Panarotto
Marcio Fontoura
Locals Only

Sintoniza!




em fortaleza
oficina de poesia:
ler, fazer, pensar o poema,
carlos augusto lima



Inscreva-se pelo zap: (85) 9742-2701

Oficina de poesia voltada para a leitura de variadas formas de produção do verso, o pensamento da elaboração do poema e a composição ativa por cada um dos participantes. Análise, leitura e escrita se entrelaçam para que os participantes desenvolvam uma perspectiva potente e ampliada a respeito da feitura do poema.

Como funciona: a oficina é composta por 5 módulos-encontros quinzenais, com 2h30min de aulas. Cada encontro possui uma discussão temática.

Carlos Augusto Lima é professor, doutor em Letras-Literatura pela Universidade Federal do Ceará (UFC) Publicou, recentemente, O livro de Carolina (7Letras, 2019), A medida da luz (Alpharrábio, 2019) e, também, Dois mil e quatrocentos quilômetros, aqui, em parceria com Tarso de Melo, pela Luna Parque (2018). É autor de livros-objeto-mínimos, táticas de guerrilha: Regras para uma competição no deserto (megamíni, 2016), Motociclista do globo da morte (1973 Edições, 2016), Alcance a graça do verso (Edição do autor, 2013), O Livro da Espera (Alpharrábio, 2011), Três poemas do lugar (La Barca, 2011), manual de acrobacias n. 1 (Ed. da Vila/Ed. da Casa, 2009) e vinte e sete de janeiro (Lumme Editor, 2008).




em nova friburgo
sabor de letra,
com bete babo e sérgio bernardo







em santo estêvão
gênero e literatura: escritos femininos,
com rita queiroz, kátia borges e clarissa macedo
[mediação érica azevedo]