16 de jul de 2019


em são paulo
algaravia!: francisco alvim
curadoria tarso de melo








diálogos sincrônicos: jornal dobrabil:
org. luiz roberto guedes







a lógica do espectro: literatura,
memória social e necromancia,
com marcos vinícius almeida


30 de julho a 20 de agosto de 2019, às terças-feiras, de 10h30 às 12h30,
no Centro de Pesquisa e Formação do SESC
Mais informações e inscrições: clique aqui.




em belém
círculo filosófico:
ademir demarchi







do quintal de rita janela:
exposição de werne souza oliveira







em fortaleza
literatura e democracia:
diálogos sobre o papel social do escritor,
com nina rizzi & cia.







sereia no copo d'água, de nina rizzi
& água ou testamento lírico a dias escassos,
de sara síntique







em vitória
academia espírito-santense de letras:
sérgio blank na cadeira 09








em belo horizonte
laços de fitas,
de neuza ladeira







virada cultural bh 2019


Belo Horizonte voltará a ter a Virada Cultural. A atração, que reúne atividades gratuitas como shows, arte urbana, performance, dança, cinema, teatro, circo, fotografia, moda, games, gastronomia e esportes de rua ocorre ininterruptamente durante 24 horas. Em 2019, a quinta edição já tem data para ocorrer: das 17 h de 20 de julho (sábado) às 17 h do dia 21 (domingo), na Praça Sete.




canga na virada cultural


21 de julho, de 8 h às 18 h, na Praça Sete

Canga acredita no poder das mãos para produzir: afetos e produtos O objetivo é Incentivar uma nova dinâmica de consumo e lazer por meio da valorização da produção local e autoral diversificando os imaginários urbanos cotidianos da capital e seus espaços compartilhados.

A próxima edição da Canga Feira será na Virada Cultural BH 2019 com 30 expositores de moda, comportamento, consumo consciente, brechó, artes visuais e gastronomia!




zélia duncan, dudu do cavaco
& orquestra de câmara sesiminas







no rio de janeiro
em defesa da rádio mec am




12 de jul de 2019


em brasília
descortinando o teatro de osman lins:
org. elizabeth hazin, francismar
ramírez barreto e maria aracy bonfim







em belo horizonte
também estivemos em pompeia,
de simone teodoro







voco invoca dadá no tempo
da avacalhação, com ricardo aleixo







no rio de janeiro
história da amazônia,
de márcio souza







em curitiba
elas por elas: mulheres escritoras
e suas personagens femininas,
com luci collin & cia.







em paraty
makunaimã:
o mito através do tempo,
com deborah goldemberg,
cristino wapichana e marcelo ariel







facebookeando,
de josé leonídio


Livro sobre crônicas no Facebook é lançado em Paraty

Autor independente reforça o caráter da Flip de dar espaço
a quem investe nas próprias produções

Um ano após lançar o primeiro livro da sua pentalogia "A Casa dos Deuses", o escritor José Leonídio volta à Feira Literária de Paraty em sua 17ª edição para apresentar ao mercado o Facebookeando, coletânea de crônicas que o autor publica em sua fanpage, desde 2001.

A sessão de autógrafos será na sexta-feira, dia 12 de julho, na Rua Dr. Samuel Costa, 12 - Centro Histórico (em frente à Casa de Cultura de Paraty), às 14 h. As crônicas têm o dia a dia do escritor e os assuntos que o interessam como pano de fundo. Um dos grandes desafios de José Leonídio foi pinçar pouco mais de 30 textos para as quase 200 crônicas que tem escritas.

"Não me preocupei com a ordem cronológica, mas, por exemplo, em dar uma visão crítica para determinado momento político do país, explica o autor, para quem o mais importante é tornar as ideias, sob o formato literário, acessíveis a quem não perde um bom bochicho".

José Leonídio destaca as crônicas "A força do caminhar", sobre as diversas formas de amor; "Sapientia longe preestat divitiis", sobre a experiência profissional dele com a medicina acerca do ouvir, enxergar e sentir; e "Ler é criar seu próprio filme", na qual as personagens são moldadas pela experiência de quem assume a escrita de qualquer gênero.

Da safra de autores dispostos a investir na própria carreira e mantendo firme o desejo de ter a sua escrita lançada ao mundo, além de Portais da Liberdade, José Leonídio publicou, no último ano, o livro Enredando, e finalizou Os Guardiães, segundo título da pentalogia "A Casa dos Deuses", cujo lançamento está previsto para a Bienal, em setembro. É dele também o romance A Raposa do Cerrado, menção especial da União Brasileira de Escritores e Prêmio Érico Veríssimo, no início dos anos 2000.

Serviço
Facebookeando
Autor: José Leonídio
Editora: Autografia
Formato: 14 x 21 cm
Páginas: 110
Preço: R$ 35,00
Autor: José Leonídio
Sessão de autógrafos
12 de julho – sexta-feira, às 14 h

Sobre o autor
José Leonídio é escritor e médico-obstetra. Em 2001, publicou o romance A Raposa do Cerrado. É autor de Portais da Liberdade, primeiro livro da pentalogia "A Casa dos Deuses", Enredando e Facebookeando.




em são paulo
acontece na
casa guilherme de almeida




10 de jul de 2019


em são paulo
a velha chama e a negra solidão,
de fernando portela







em curitiba
benedito rosário,
de joão urban







periferia:
a bala alojada na arte


Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1222 - São Francisco




no rio de janeiro
conversa infinita,
com annita costa malufe
e felipe ribeiro







em paraty
as margens do paraíso,
de lima trindade







prêmio off flip de literatura







saída bangu,
de guilherme trucco







a pandemia da invisibilidade do ser,
de paula valéria andrade







poesia que nos sustenta,
com wanda monteiro & cia.




9 de jul de 2019


em paraty
17ª festa literária internacional
de paraty: flip


A 17ª Festa Literária Internacional de Paraty acontece de 10 a 14 de julho,
e tem Euclides da Cunha como autor homenageado.

O Programa Principal conta com 21 mesas literárias e um elenco de 33 autores e autoras que, para além da literatura, atuam em áreas diversas como jornalismo, música, arquitetura e ciência. As mesas literárias vão acontecer no Auditório da Matriz e serão transmitidas ao vivo no telão no Auditório da Praça, com 754 lugares cobertos e gratuitos.

O Programa Educativo estará presente na Biblioteca Comunitária Casa Azul que, pela primeira vez, ficará aberta durante os dias da Festa Literária e, também, na Central Flipinha, na Praça da Matriz. As árvores da praça, como nos anos anteriores, vão se transformar nos Pés de Livros, onde são realizadas rodas de leitura.

Nesta edição, a programação paralela das 23 casas parceiras será informada no site da Flip de forma inédita.

Mais informações: clique aqui.




casa fantástica


A Casa Fantástica é a primeira casa dedicada à fantasia e ficção científica a ocorrer durante a Flip. Em 2018, a iniciativa reuniu autores, editores e leitores e marcou a presença da literatura de gênero em Paraty. Em 2019, a Casa retorna para sua segunda edição, dessa vez incluindo a literatura de horror e de mistério.

Programação completa: clique aqui.




casa paratodxs


Este ano a Casa Paratodxs completa três anos em Paraty. Formada pelas editoras Nós, Edith, Demônio Negro, Relicário, Dublinense, Kapulana, Macondo e Cepe, a Paratodxs homenageará Chico Buarque e contará com diversos nomes da literatura, música, mercado editorial e cinema, em uma maravilhosa programação que inclui bate-papo, lançamentos, saraus, vendas de livros e apresentações musicais.

Programação completa: clique aqui.




matando gigantes,
de claudia dugim


A Editora Patuá e a Casa Fantástica convidam todos para o pré-lançamento do romance Matando gigantes, de Claudia Dugim, pela coleção Futuro Infinito. O evento, gratuito, será realizado no dia 12 de julho, sexta, a partir das 11h30, na Casa Fantástica (após a mesa redonda "Criaturas fantásticas"). O exemplar estará à venda por R$ 50,00 (pagamentos em dinheiro e cartões de débito e crédito).

Casa Fantástica
Rua Tenente Francisco Antônio (antiga Rua do Comércio), 90
Centro Histórico




a resistência dos vaga-lumes
org. cristina judar & alexandre rabelo

12 de julho, às 21 h, na Casa Paratodxs




a última cabra,
de lucas verzola






prêmio maraã de poesia:
editora reformatório
com márcio dal rio,
laís araruna de aquino & cia.







penélope martins na flip 2019







em são paulo
escritas subversivas,
com luci collin


@dsalles

De tempos e lugares diversos, há escritores cuja produção se desenvolve pela subversão das convenções vigentes, criando expressões perturbadoras que abrem caminhos alternativos para a criação literária. O curso contextualiza, analisa e discute os elementos principais que caracterizam a escrita de autores dessa linhagem, entre eles Lewis Carroll, William Faulkner, Gertrud Stein, Samuel Beckett, Lydia Davis, Hilda Hilst, Roberto Piva e Maria Gabriela Llansol.

25, 26 de julho, quinta e sexta
19 às 21h
e 27 de julho, sábado
15 às 17h
R$ 300

Clique aqui e inscreva-se.

Luci Collin é professora de literatura na UFPR e tradutora de autores como Gertrud Stein e E. E. Cummings. Tem diversos livros publicados de prosa e poesia, entre eles Querer Falar (7Letras, 2014, finalista do prêmio Oceanos), A Palavra Algo (Iluminuras, 2016, prêmio Jabuti) e Papéis de Maria Dias (Iluminuras, 2018).

Atenção: este curso também será transmitido online.




verso vivo: introdução ao verso livre e
ao verso fixo, de shakespeare a criolo,
com matheus guménin barreto


Um encontro: 20 de julho
Quando? Sábado, das 10 h às 14 h
Carga horária total: 4 horas
Investimento total: 30 reais
Onde? Na Taperona (Av. São Luís, 187 - 2º andar - loja 30)
Com: Matheus Guménin Barreto

Mais informações: clique aqui.

Inscrições: clique aqui.




II festival zeto udistoque pajeuzeira







em lisboa
ferrovia essencial,
de josé manoel