26 de out de 2018


em são paulo
exercício de leitura de mulheres loucas,
de cinthia kriemler


4 de novembro, às 16 h | Patuscada — Livraria, Bar e Café: Rua Luís Murat, 40 - Vila Madalena

A Editora Patuá e o Patuscada — Livraria, Bar & Café convidam todos para o lançamento do livro Exercício de leitura de mulheres loucas (poemas), de Cinthia Kriemler. No mesmo dia, a autora autografará os seus livros anteriores publicados pela Editora Patuá, incluindo o romance Todos os abismos convidam para um mergulho, finalista do Prêmio São Paulo de Literatura. O evento, gratuito, será realizado no dia 04 de novembro (domingo), a partir das 16 h, no Patuscada — Livraria, Bar e Café: Rua Luís Murat, 40 - Vila Madalena. O exemplar estará à venda por R$ 38,00 (pagamentos em dinheiro e cartões de débito e crédito).




em belo horizonte
a lazarina de abelardo,
de maurício meirelles


26 de outubro, às 18h30 | Gamela: Rua Salinas, 1495 - Santa Tereza

A Lazarina de Abelardo, do escritor Maurício Meirelles, é um conto, mas é também uma crônica. Podemos chamá-lo de conto porque se trata da ficcionalização da vida de Abelardo de Sá Guedes, tio avô do narrador da história, mas simultaneamente podemos chamar o texto de crônica, por ser uma história em certa medida real e que está ancorada firmemente no tempo presente.

Maurício escreve a partir de hoje, rememorando e inventando a relação entre Abelardo e sua lazarina, uma espingarda que usava para caçar paturis. Abelardo é um médico formado no Rio de Janeiro em 1932, e que depois retornou para sua cidade natal, no sul de Minas. Trabalhava a cavalo pela área rural, tratando seus doentes da forma que podia, ganhando modestamente: era um homem que "não comercializava com o sofrimento das pessoas", como relata o próprio texto.

Narram-se as escolhas políticas feitas por Abelardo, sendo elas o apoio ou crítica a governantes ou a política do dia-a-dia, no convívio harmônico com as pessoas e com o espaço. Crítico, porém leve, terno, com senso de humor (assim como a personalidade de Abelardo) este pequeno texto, publicado independentemente, pode nos resgatar — por que não? — do desânimo político que nos atinge hoje. Em sentido amplo, é um texto que tem a ver com o tempo, sua passagem e a crueldade humana que continua existindo, enquanto a resistência pertence à ternura, aos prazeres, à coerência e às boas decisões.

Vamos ficar juntos em torno desse texto ótimo, tomar uma cerveja e uma cachacinha e bater um papo gostoso,

Texto: Maurício Meirelles
Preparação e edição: Laura Cohen
Projeto gráfico: Lívia Aguiar
Produção gráfica: Lívia Aguiar e Entrecampo
Bar do lançamento: Gamela/Santa Tereza




em salvador
mulheres poetas & baianas







em guarujá
circunstâncias,
de sil schmidt



2 de novembro, às 14 h | II Encontro Nacional Mulherio das Letras:
Teatro Municipal Procópio Ferreira




no rio de janeiro
velhos são os outros,
de andréa pachá


5 de novembro, às 19 h | Livraria Argumento: Rua Dias Ferreira, 417 - Leblon

A Editora Intrínseca e a Livraria Argumento convidam para o lançamento de Velhos são os outros, de Andréa Pachá. No livro, Pachá narra acasos do tempo, da memória e das relações em família da perspectiva da Justiça, mas, sobretudo, da perspectiva humana. Histórias delicadas, bem-humoradas e emocionantes sobre a longevidade pela qual tantos de nós anseiam — aquela que trará consigo as alegrias, dores, descobertas e perdas que só quem já caminhou bastante pode experimentar. Segunda-feira, 5 de novembro, às 19 h na Livraria Argumento com uma leitura de trechos com a autora. A partir de 19h30, o evento contará com coquetel e sessão de autógrafos.




escrevendo para crianças e jovens
sobre temas controversos,
com teresa cárdenas