24 de jan de 2017

em são paulo
tranSpassar
[org. carlos felipe moisés e
victor del franco]







ludo voo,
de guto lacaz







laboratório de criação poética,
com claudio daniel



O Laboratório de Criação Poética é um curso teórico e prático de criação poética realizado à distância, via Skype, ministrado por Claudio Daniel, que tem como objetivo apresentar aos alunos conceitos sobre o fazer poético, formulados por autores como Edgar Allan Poe, Ezra Pound, Paul Valéry, Vladimir Maiakovski, Haroldo de Campos, entre outros, propor exercícios de criação poética, estimular os alunos a desenvolver os seus projetos literários pessoais, além de oferecer dicas sobre como publicar o primeiro livro e iniciar a carreira poética.

O curso é realizado nos seguintes horários: SEGUNDAS-FEIRAS, das 14h às 15h30, TERÇAS-FEIRAS, das 11h às 12h30QUARTAS-FEIRAS, das 09h às 10h30 e das 14h às 15h30, QUINTAS-FEIRAS, das 16h às 17h30 e das 20h às 21h30, SEXTAS, das 14h às 15h30, e SÁBADOS, das 14h às 15h30. Cada aluno poderá fazer quantas aulas desejar nestes horários e a mensalidade é de R$ 130,00.


Quem estiver interessado no curso poderá enviar e-mail para o professor, claudio.dan@gmail.com.

Claudio Daniel é doutor em Literatura Portuguesa pela Universidade de São Paulo (USP). Curador de Literatura e Poesia no Centro Cultural São Paulo entre 2010 e 2014. Colaborador da revista CULT. Editor da Zunái — Revista de Poesia e Debates. Publicou os livros de poesia Sutra (1992), Yumê (1999), A sombra do leopardo (2001), Figuras Metálicas (2005), Fera Bifronte (2009), Letra Negra (2010), Cores para cegos (2012), Cadernos bestiais (2015), Esqueletos do nunca (2015), Livro de orikis (2015) e o livro de contos Romanceiro de Dona Virgo (2004). Como tradutor, publicou a antologia Jardim de camaleões, A poesia neobarroca na América Latina (2004), entre outros títulos. Em Portugal, publicou a antologia poética pessoal Escrito em Osso.




diolinda,
de eltânia andré e
ronaldo cagiano







sarau da paulista
com rubens jardim & cia.


O Sarau da Paulista acontece no último domingo do mês. Poetas, músicos, artistas em geral se reúnem em frente ao prédio da Justiça Federal.

Nasceu há poucos meses. Alguns poetas reuniram-se. Conversaram. Deram-se conta de que entre as atrações domingueiras na Avenida Paulista faltava a poesia. Resolveram experimentar o sarau. Fizeram os dois primeiros com um megafone. A partir do terceiro, usaram uma caixa de som comprada com a contribuição de alguns poetas. Depois de um semestre e seis apresentações, prometem a retomada do Sarau da Paulista no próximo domingo, dia 29.

A dinâmica do grupo é diversificada e parece levar a sério o lema da Catequese Poética, movimento realizado durante os anos de ditadura militar, de que o lugar do poeta é onde possa inquietar e o lugar da poesia da poesia são todos os lugares.

Domingo, 29 de janeiro, de 15h às 18h
Av. Paulista esquina com Rua Peixoto Gomide




são paulo em palavras





em recife
raimundo carrero conversa
com marcelino freire







em salvador
1ª palavra preta
mostra nacional de negras autoras


o 1ª palavra preta — mostra nacional de negras autoras acontece em salvador, nos dias 21 e 22 de janeiro, das 16 às 22h, na casa preta, rua areal de cima, 40 - dois de julho.

o evento conflui em salvador o sonho de muitas que trouxeram, de longe e de antes, nossos passos até aqui: sendo donas da nossa voz, da nossa palavra, do nosso canto e de nossa poesia, alimentamos a nós mesmas, e nutrimos também umas às outras em dois dias de música, poesia, artes visuais, e gastronomia feita por, com, para mulheres negras!

a mostra avança na caminhada que reúne a força de nossa herança à criatividade inovadora da arte negra contemporânea que cada uma de nós reatualiza na própria obra. é um espaço fértil e receptivo pro compartilhamento de nossa arte negra afrodiaspórica, vibrante, diversa.

somos muitas, nos expressamos de diversas maneiras! reinventamos as fontes ancestrais, e renovamos os rumos da produção estética, poética, musical, performática. partimos da crítica contundente ao cultivo da semente maravilhosa, à construção das pontes simbólicas que pavimentam nossa vida na trilha do amanhã.

recusamos os lugares típicos em que o racismo, o cissexismo, a lesbofobia, o classismo tentam nos fixar, recusamos a invisibilização e o silenciamento, recusamos que nossas vidas sejam contadas por sinhozinho branco patrono literário e que as mortes dxs nossxs sejam narradas como sangue de plástico na mídia:

nós escrevemos nossas palavras!
nós cantamos nossas canções!
nós falamos nossos poemas!
nós somos donas da nossa voz!

vem com a gente! juntas somos mais fortes, mais lindas, mais plenas!

produção:
Luedji Luna
Tatiana Nascimento

apoio:
Casa Preta
La Frida Bike
Julia Morais




no rio de janeiro
o martelo,
de adelaide ivánova







o segredo é você,
de priscila hirle e priscila rosa


Autobiografia de ex-celebridades do samba conta histórias de assédios
e inveja dentro e fora dos bastidores do Carnaval do Rio


Além do nome, as cariocas Priscila Hirle e Priscila Rosa compartilham muitas semelhanças na vida. As duas são negras, de origem humilde, mães de meninos, esposas e com uma passagem importante na história do Carnaval carioca. Formada em medicina, Hirle, 38, foi eleita Rainha do Carnaval do Rio de Janeiro em 2004. Rosa, 34, que hoje é jornalista e "cake designer", começou a vida artística cedo como passista mirim do Acadêmicos do Salgueiro e depois, pela mesma escola, porta-bandeira (1994-2002). Também foi porta-bandeira pela Portela (2003), Acadêmicos da Rocinha (2004), Mocidade Independente de Padre Miguel (2005), União da Ilha do Governador (2006-2008).

As conquistas e adversidades vivenciadas por ambas durante o tempo em que atuaram no Carnaval do Rio as aproximaram e as motivaram a escrever o livro O Segredo é Você (Autografia). A autobiografia descreve momentos de glória, além de episódios de assédio vividos pelas duas tanto no meio carnavalesco como em outros ambientes de trabalho.

O livro aborda diversos temas cotidianos como a autoestima, beleza, saúde, inveja, racismo, machismo e espiritualidade e tem como objetivo inspirar outras mulheres a não desistirem de seus sonhos e alcançarem êxito na vida pessoal e profissional. O lançamento do livro e a sessão de autógrafos serão no dia 28 de janeiro, às 18h, na Livraria Oito Meio (Travessa dos Tamoios 32, Flamengo).

Atualmente, as duas "Priscilas" se dedicam às suas profissões, cuidam da família e incentivam outras mulheres a superarem as dificuldades e lutarem por seus sonhos.




estação das letras
cursos do primeiro semestre de 2017



A Estação das Letras está com inscrições abertas para os cursos do primeiro semestre.

Entre os destaques da programação, cursos voltados para formação e atualização no mercado editorial com os jornalistas Elias Fajardo, de O Globo, e Michelle Strzoda, da Babilonia Cultura Editorial.

Na grade, aulas para quem quer escrever ou já escreve livros infantojuvenis, com a especialista Ninfa Parreiras; romance; escrita criativa; além de romance; e crônica, com José Castello.

As aulas começam a partir de 06 de fevereiro. Informações e horários estão disponíveis em www.estacaodasletras.com.br. Inscrições pelo tel.: 21 3237-3947.




em belo horizonte
morgana não gosta de carinho,
de andré amadeu